O que as mulheres que fazem exercícios regularmente tem de diferente?

O que as mulheres que fazem exercícios regularmente tem de diferente?

Você já deve ter conhecido uma pessoa que vai para academia ou para o parque fazer exercícios regularmente. Podemos ficar admirados e se perguntar “Como ela consegue ter tanta motivação para fazer isso?” Pesquisadores da University of Michigan, nos Estados Unidos ficaram igualmente curiosos e resolveram responder essa pergunta recentemente.

Pesquisa

Pesquisadores perguntaram a 40 mulheres, com idade entre 22 e 49 anos, o que fazia com que elas se sentissem felizes e bem sucedidas. Nesse grupo haviam mulheres ativas e inativas fisicamente.

Em seguida, eles analisaram como elas percebiam que a prática de exercícios físicos poderia contribuir para se sentirem felizes e bem sucedidas.

Todas as mulheres sentiam-se felizes quando estabeleciam relacionamentos conexões com outras pessoas, quando sentiam-se relaxadas e livres de pressões durante as horas de lazer, e ao atingirem metas pessoais ou profissionais.

Qual foi a diferença?

As mulheres mais inativas viam os exercícios de forma diferente do que as mulheres ativas. As inativas viam o exercício físico como algo que podia atrapalhar o alcance de seus objetivos. Duas diferenças principais foram observadas:

  • As mulheres inativas acreditavam que para a atividade física fazer algum efeito, teriam que acelerar demais os batimentos cardíacos, ficar suadas. Ou seja, associavam exercício com esforço, cansaço e dor, completamente oposto do que desejavam (relaxamento).
  • As inativas, achavam que seguir uma rotina de exercícios diários, por exemplo, tomaria muito tempo e esse tempo poderia ser usado para outras coisas que para elas seriam mais importantes. Então colocar atividade física na rotina poderia colocar uma pressão maior sobre si mesmas, coisa que novamente seria o oposto do que esperam na suas vidas (querem ficar livres de pressão). A pressão pode aumentar ainda mais quando elas pensam nas experiências do passado em que tentaram se comprometer com exercícios, não conseguiram e como resultado sentiram-se fracassadas.

Então, se quer colher os frutos da atividade física, primeiro deve fazer. Mas antes ou concomitante ao fazer, pode-se mudar a percepção sobre atividade física. Dessa forma os resultados aparecem de forma natural!

Mude sua percepção agora

A percepção pode ser mudada mais rapidamente do que você pensa. Você já teve a experiência de acordar sem vontade de sair da cama e na mesma semana acordar pronto para fazer um café da manha caprichado, não é? A percepção mudou rapidamente sem que você percebesse. Faça o seguinte experimento:

  • Pense em algo que te faz feliz. Algo que você gosta de fazer e que se perde no tempo. Pode ser algo que você faz rotineiramente ou que você fazia no passado e por algum motivo não tem feito. Veja como você se sente, como é sua respiração, como você se move, a leveza da sua mente.
  • Agora, pense em uma tarefa que rotineiramente você faz e que você poderia fazer atividade física imediatamente após essa tarefa. Exemplo, deixar minha filha na escola. Logo depois eu poderia fazer exercícios.
  • Agora, faça uma imagem mental de você da atividade física FEITA e TERMINADA. Tudo já acabou e você simplesmente vai fazer algo que também é importante para você.
  • Repita o passo um.

Faça essa imagem mental 3 vezes seguidas. Agora se veja fazendo atividade e sinta o quanto mais leve pode parecer. O próximo passo? Não pensar e fazer algo agora.

Referência:

 

BMC Public Health. 2017 May 18;17(1):462. doi: 10.1186/s12889-017-4361-1. Rethinking physical activity communication: using focus groups to understand women’s goals, values, and beliefs to improve public health.

 

Deixe uma Resposta.

Você deve estar logado para postar um comentário.

Últimas Postagens

Onde estamos

Rua Jorge Augusto, 668 - São Paulo/SP
Celular: (11) 99303-2792
Website: http://mapadador.com.br
Email: contato@mapadador.com.br